domingo, 8 de maio de 2011

À minha Mãe.

    
     Eu tive uma Mãe que não foi só Mãe: foi também, pai, tia, avó... e tentou ser tudo aquilo que eu não pude ter. Ainda me pergunto como tanta coragem e amor couberam naquele 1,50m de gente.
     Se esforçou ao máximo por uma boa educação para mim; me levou nos ombros durante boa parte da minha vida para que eu pudesse enxergar mais longe; abriu mão da própria saúde para cuidar dos seus filhos e pagou com a vida por ter escolhido se dedicar a nós (meus irmãos e eu) ao invés de cuidar do seu câncer - doença essa que tinha a minha idade.
     Ela deixou de viver para me dar oportunidades, de trabalhar para me fazer companhia e abandonou sua felicidade para  ganhar meus sorrisos. 
     Que bom que eu tive você, Mãe. Obrigado por ter feito tanto por mim mesmo sabendo que talvez não estivesse aqui hoje. Eu sei o que é amor incondicional graças a você e, mesmo agora, tantos anos depois, sinto uma paz no peito e uma lágrima nos olhos ao lembrar do quanto você foi importante.
     Parabéns. Obrigado por ter me dado esse amor que, de tão grande, permanece por aqui até hoje.

2 comentários:

  1. Que lindo! Tenho certeza que ela tem muito orgulho de você e não se arrepende nada nada por ter feito o que fez por você e seus irmãos. Um beijo Sr. Gatinho ;)

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo!!! Texto maravilhoso e cheio de sentimentos. Impossivel conter as lágrimas.
    PARABENS!! Você teve a oportunidade de ter uma mãe maravilhosa de amor incondicional e deu(e dá) valor a cada passo que ela deu. Um amor assim perdura para todo o sempre e ela sabe do seu amor por ela.

    ResponderExcluir