sábado, 7 de maio de 2011

A Legislação pode ter preconceito?

    
     O Brasil dá um passo à frente ao reconhecer a união estável homoafetiva. Ao mesmo tempo que me alegro com o reconhecimento do STF, ainda me sinto insatisfeito com o não reconhecimento do casamento e de todos os direitos homossexuais.
     Confesso que me envergonha um pouco o fato do nosso país negar direitos tão básicos a seus cidadãos que não tem uma opção sexual condizente com a maioria. É triste ver que questões como essas são atravancadas por instituições que deveriam lutar pelo bem de todos, como as igrejas.
     Não me recrimine por não concordar com algumas posições da Igreja. Acho difícil de aceitar certas determinações. Direitos devem ser negados à pessoas que cometem crimes, que fazem o mal. Ter atração por alguém do mesmo sexo é diferente? Mas somos todos diferentes, gostamos de coisas diferentes, times diferentes, comidas, bebidas, ambientes, músicas. Não faz sentido impedir a felicidade de alguém por esse motivo. Ser diferente é normal. Ignorar isso é ferir a nossa Constituição e negar os princípios de liberdade e igualdade nela contidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário