sexta-feira, 20 de maio de 2011

Alegria e Decepção

     Desde que o Brasil não era Brasil que nossas expectativas nos animam para, logo em seguida, os resultados nos entristecerem. Eu explico.
     Os portugueses que chegaram se alegraram com a nova terra, mas não foi completa a alegria porque esperavam encontrar ouro e outras riquezas que demoraram um pouco a serem descobertas.
     Os índios, coitados. Se animaram com toda a novidade que o homem branco trazia, mas a animação caiu por terra quando descobriram os verdadeiros propósitos dos recém-chegados.
     Os escravos vibraram com os rumores de uma nova lei que os libertaria, mas pouco depois perceberam que uma assinatura não é capaz de mudar, da noite para o dia, toda uma sociedade, porque idéias fincadas nos alicerces do pensamento precisam de mais esforço para serem mudadas.
    

     A sociedade contemporânea acreditou que a internet iria divulgar a educação mas viu grande parte dos seus jovens desaprendendo a escrever para conseguir digitar mais rápido, ou ainda abreviando tudo sem a menor regra e depois perguntando: "Como é que se escreve isso mesmo?"

Por @TarcisioAlves

Nenhum comentário:

Postar um comentário